Mulher morre ao cair da moto em São Gonçalo

Blog de meubairronanet :Meu Bairro na Net, Mulher morre ao cair da moto em São Gonçalo

    Uma fuga inesperada, reflexo do medo de perder a moto recém comprada, resultou na morte de Natália Monteiro Amaral, 23 anos, que perdeu a vida, tragicamente, após tentar escapar de uma operação realizada por policiais militares, na noite da última quarta-feira, às margens da Rodovia Amaral Peixoto (RJ-104), no bairro Laranjal, em São Gonçalo. Ela aproveitava o dia de folga devido ao feriado de aniversário de São Gonçalo, e estaria, segundo suas amigas, se divertindo em um bar na Avenida Bispo Dom João Matta, altura da Escola Municipal Estephânia de Carvalho. Por volta das 20h, Natália teria resolvido levar duas amigas em suas respectivas casas na garupa de sua motocicleta, uma Honda CG Preta, de placa KNW-3438. O único imprevisto foi uma blitz de rotina que estava sendo feita por militares da Autopatrulha de Trânsito (APTran) do 7º BPM (São Gonçalo). Segundo os policiais, Natália e as outras duas ocupantes foram obrigadas a parar, imediatamente, por estarem em três na moto e sem capacete. Após as caronas descerem, ainda segundo a polícia, Natália fugiu e foi perseguida pelos policiais até perder a direção e cair da motocicleta. Segundo testemunhas, a jovem perdeu a direção quando tentou entrar em uma curva na esquina das ruas Padre Gabriel com a Reverendo Luiz Feliciano, no Laranjal. Quando os militares chegaram, ela já havia morrido após cair bruscamente em uma das calçadas. Conhecidos contaram que a motocicleta havia sido comprada, há menos de uma semana, e era usada por Natália como instrumento de trabalho para entrega de quentinhas. A moto estava com os documentos irregulares e foi levada para o depósito. O caso foi registrado na 74ª DP (Alcântara). Morte por medo - A polícia acredita que tudo poderia ter sido evitado se Natália não tivesse se assustado com a presença dos policiais e fugido. Se tivesse se entregado, ela não responderia por nenhum crime, apenas pela infração de caráter administrativo. Se fosse pega, Natália seria multada e teria a motocicleta apreendida. Dedicação ao trabalho Cerca de 50 pessoas compareceram ao enterro de Natália, na tarde de ontem, no Parque da Paz, no Pacheco. Os familiares e amigos estavam bastante emocionados e tristes com a fatalidade. O padrasto da jovem, Oseas Faria contou que Natália era muito trabalhadora e dedicada. “Ela era uma menina nova, cheia de vida, trabalhava bastante ajudando a mim e a mãe dela vendendo quentinha pelo bairro”, comentou o padrasto. Moradora do Jardim Catarina, Natália tinha muitos amigos. Uma das amigas, que preferiu não se identificar, contou o quanto ela era tranquila. “Ela era uma menina muito calma, uma excelente pessoa, muito alegre”, disse. Natália era filha única e, atualmente, estava morando sozinha. A mãe dela estava em estado de choque e não teve condições de dar declarações. Segundo familiares, ela não acreditava no que havia acontecido com sua filha. O padrasto de Natália, que é pastor, disse que vai encontrar forças em Deus. “Era uma menina muito alegre e forte. Mas Deus é que sabe, ele é que decide nossa vida”.

Jornal São Gonçalo

Mulher morre ao cair da moto em São Gonçalo

sábado 25 setembro 2010 02:07



Nenhum comentário Mulher morre ao cair da moto em São Gonçalo



Seu comentário :

(Opcional)

(Opcional)

error

Importante: comentários racistas, insultas, etc. são proibidos nesse site.Caso um usuário preste queixa, usaremos o seu endereço IP (54.205.122.62) para se identificar     



Abrir a barra
Fechar a barra

Precisa estar conectado para enviar uma mensagem para meubairronanet

Precisa estar conectado para adicionar meubairronanet para os seus amigos

 
Criar um blog